Pesquisas revelam que o consumidor valoriza – e muito! – uma boa embalagem ao fazer uma decisão de compra. No Brasil, 52% do público classifica embalagens inteligentes como algo muito ou extremamente importante na hora de optar por um produto A ou B.

A importância das embalagens criativas

Vivemos em uma sociedade visual, onde cores e formas são muito mais importantes do que parecem. De fato, várias pesquisas atestam a relação entre o sucesso de uma marca e suas embalagens.

Vejamos, por exemplo, as embalagens inteligentes do iPhone: a caixa tem um design impecável, limpo e sofisticado – valores pregados à exaustão pela Apple. O iPhone em si é a última coisa que você de fato vê ao desempacotá-lo, transformando o ato em toda uma experiência.

Embalagem criativa

                                         Fonte: Pinterest

As embalagens para alimentos também devem ser muito funcionais e criativas: comidas gordurosas, por exemplo, devem contar com embalagens resistentes, para que a gordura não suje as mãos.

Também é imprescindível levar em conta a psicologia das cores ao projetar quaisquer embalagens: cada tom tem o poder de provocar uma reação específica no consumidor. Usando novamente o exemplo das embalagens para alimentos, os tons mais indicados são o vermelho e o amarelo. A combinação parece familiar? Não é coincidência!

Como criar embalagens inteligentes?

Para criar embalagens inteligentes, que encantem seus consumidores, o ideal é contar com uma empresa especializada. Você deve conduzir todas as etapas do projeto com o seu cliente em mente, pensando no estilo de design que mais chamaria a sua atenção. Cores, fontes e formas são alguns dos aspectos a ter em consideração.

Mas não deixe de pensar na proteção do produto! Ninguém quer comprar uma coisa apenas para descobrir que ela se quebrou por estar mal protegida, não é? Embalagens inteligentes e perfeitas são o casamento perfeito entre forma e função.